Página inicial / Cusco/Valle Sagrado / Viagem ao Peru: Dias 1 e 2 – passeios leves por Cusco

Viagem ao Peru: Dias 1 e 2 – passeios leves por Cusco

Plaza de Armas Roteiro Cusco

Tenho tanta coisa para falar sobre nossa viagem para o Peru que estava meio perdida sem saber por onde começar. A viagem foi tão incrível e há tantos detalhes, inclusive sobre a preparação da viagem, que eu tive dificuldade em me organizar.

Então resolvi começar fazendo um diário, contando o que fizemos em cada dia. Quando algo precisar ser mais detalhado, farei um post à parte, para não interromper a narrativa.

Nossa viagem durou sete noites, sendo seis em Cusco e uma em Águas Calientes. De Cusco, visitamos vários sítios arqueológicos próximos, o Vale Sagrado, uma salina e igrejas em povoados vizinhos.

Plaza de Armas Cusco

Puma, um dos elementos da Trilogia Inca, representado em um poste na Plaza de Armas

Vamos ao nosso day by day.

Dia 1 – Chegada em Cusco: aclimatação

Infelizmente, não foi dessa vez que conhecemos Lima. Conseguimos uma promoção que não dava direito a stop over, então só vimos a capital peruana do alto…

A viagem até lá proporciona vistas incríveis. Sobrevoamos o Lago Titicaca e a linda Cordilheira dos Andes por muito tempo.

Lago Titicaca Bolívia Peru

Sobrevoando o Lago Titicaca, divisa da Bolívia com o Peru

Vista Aerea Andes voo para Peru

De Lima a Cusco, mais uma hora e vinte de Andes, com suas estradas em zigue-zague, picos nevados e lagos de águas azuis.

Vista da Cordilheira dos Andes no voo entre Lima e Cusco Vista da Cordilheira dos Andes no voo entre Lima e Cusco Vista da Cordilheira dos Andes no voo entre Lima e Cusco Quando chegamos a Cusco, já vimos a famosa montanha onde está gravado “Viva el Peru”. O avião fez uma curva bem próximo a uma outra montanha e depois pousamos, pouco antes das 15h, horário local.

Sobrevoando Cusco Peru

Chegando em Cusco

Ao desembarcarmos, já pudemos perceber como o ar é rarefeito! Não chegamos a passar mal, mas tivemos dificuldade em respirar.

Leia também: Mal de altitude – quase inevitável, mas dá para aliviar

O aeroporto é bem pequeno. Das esteiras da bagagem já saímos na rua. Conforme combinado, o Juan, o guia que contratamos, estava lá nos esperando e nos levou ao hotel em que ficamos, o Inti Wasi. No caminho, já foi nos falando sobre a cidade e mostrando alguns lugares de interesse. Ele enfatizou bastante a necessidade de descansarmos naquele dia.

Leia também: Como foi nosso tour com guia privado pelo Vale Sagrado

Chegando ao hotel, fomos muito bem recebidos pela equipe, que já nos encaminhou para um sofá e nos deu um chá de coca. O chá não é nenhuma maravilha, mas é perfeitamente tomável. É bem melhor que chá de boldo, por exemplo. Mesmo não sendo delicioso, contudo, é recomendável tomar para aliviar o mal de altitude, chamado de soroche. Pagamos a estadia, ganhamos um mapinha e algumas informações e fomos para o quarto. Um rapaz levou nossa mala e nós subimos a escada apenas com uma mochila cada um.

Um lance de escadas, gente. Uns 20 degraus. Isso foi o suficiente para chegarmos exaustos lá no quarto. Eu não sou uma atleta, mas também não sou sedentária – faço umas corridinhas. Mas o cansaço que senti foi algo inexplicável. Aliás, tem explicação, sim: estávamos a 3300 metros acima do nível do mar. Mas, sobre o mal de altitude, leia o artigo específico que indiquei acima. Seguimos as recomendações e apenas descansamos até a noite, quando saímos para comer. Fomos no Fuego, Burger & Barbecue, um restaurante muito bom a poucas quadras do hotel.

O frio fazia com que ficasse ainda mais difícil respirar, por isso apenas demos uma volta na Plaza de Armas e voltamos para o hotel. Tomamos mais chá de coca. Que cansaço!! Pelo menos não tivemos dor de cabeça, nem enjoos.

Plaza de Armas de Cusco à noite (Peru)

Plaza de Armas à noite

Às 20h50 (que eram 22h50 no nosso relógio biológico), deitamos e apagamos!

Vai para o Peru? Não deixe de contratar Seguro Viagem. Comprando com a Seguros Promo você tem 5% de desconto usando o cupom MINEIROS5.

Dia 2 – Cusco

Esquecemos de colocar o relógio para despertar e quase perdemos o café da manhã. Acordamos às 8h40 – o café era até 9h! Descemos rapidinho, mas muita gente ainda estava tomando café, que, por sinal, era bem simples. Pão de forma, um outro pão que parece o sírio, queijo, presunto, manteiga, duas geleias, ovos mexidos, pipoca (com um milho diferente), iogurte, azeitonas, quatro frutas, leite, chás e um café super super super preto. Tudo era muito farto e foi reposto mesmo com o horário estando no limite.

Leia também: Onde ficar em Cusco: Hostal Inti Wasi

Depois do café, fomos comprar nosso Boleto Turístico, um ingresso que dá direito à entrada em várias atrações. Aproveitamos para conhecer o Museo de Arte Popular, que fica no subsolo do prédio onde compramos o boleto (Av. El Sol, 103). Esse museu fazia parte do boleto turístico em maio, mas, a partir de 1º de junho de 2016, não faz mais.

Seu acervo é composto de esculturas em cerâmica e fotografias de vários artesãos cusquenhos. É uma galeria interessante, mas falta espaço para tantas obras. Fica tudo muito junto. Sei lá, nos deu uma sensação de abafamento. Uma obra que nos chamou a atenção foi a da última ceia, em que, além dos apóstolos, uma mulher estava à mesa com Jesus Cristo – todos com roupas bastante coloridas! Fotografias não são permitidas.

Avenida El Sol Cusco Peru

Avenida El Sol

Descemos a avenida El Sol até o Qoriqancha, e subimos por uma ruela interna, observando os seus muros com encaixes perfeitos.

Qorikancha Cusco Peru

Qorikancha

Ruela em Cusco Peru

Ruela em Cusco

Encaixes perfeitos ruas de Cusco Peru

Encaixes perfeitos

Sempre andando beeem len…ta…men…te, dada a dificuldade para respirar, saímos na Plaza de Armas. Era um domingo, dia em que ocorre o hasteamento das bandeiras do Peru e de Cusco, com desfiles de escolas e associações profissionais. Veja que curioso. As estudantes de saia, algumas de minissaia, bem difícil de andar, e saltos enormes marchando sob o sol. Algumas mal conseguiam caminhar, pois o modelito é bem desconfortável, né? Se estiver em Cusco em um domingo, passe ali na praça durante a manhã para ver como é.

Plaza de Armas Cusco Peru

Plaza de Armas

desfile cusco peru

Desfile

Hora do almoço, fomos no Emperador e pedimos um Menu Turístico: entrada, prato principal, sobremesa e bebida por 25 soles. Provei Inca Cola, uma delícia de refrigerante com gostinho de Bubaloo.

Leia também: Onde comer barato em Cusco: restaurantes com Menu Turístico

Fomos para o hotel descansar um pouco. Daí uns minutos olhei pela janela, que dava para a Plaza Regocijo, e vejo muitos (mas muitos, muitos, mesmo) policiais, com armas em punho e isolando ruas. O que está havendo aqui? Ameaça de bomba? Assalto a banco? Prisão de traficante?

Plaza Regocijo, Cusco Peru

Plaza Regocijo, antes dos policiais

Desci para perguntar na recepção. Não era nada disso. É que à noite haveria um debate presidencial em um prédio bem na Plaza Regocijo e já estavam preparando as coisas. O Peru estava em segundo turno das eleições e as campanhas estavam a todo vapor.

Prédio do Gobierno Municipal de Cusco, na Plaza Regocijo

Prédio do Gobierno Municipal de Cusco, na Plaza Regocijo

Já que era só isso, não havia nenhuma ameaça, fomos ao Museu Histórico Regional Casa Garcilaso, incluso no Boleto Turístico. Além da linda edificação, há sala de arqueologia, com objetos e artefatos de civilizações pré-incas e incas; sala da história da colonização espanhola, que culminou no massacre inca; histórica de Tupac Amaru, líder inca que resistiu à colonização e foi morto; e a histórica de Inca Garcilaso, filho de um espanhol com uma inca, que dá nome ao museu.

Está gostando do blog? Então, curta nossa página no Facebook!

Saímos dali e fomos premiados com mais uma manifestação cultural. Estava acontecendo uma procissão, com santos enormes e super decorados e com vestimentas típicas, carregados por muitos homens.  Vimos um pouco, fomos andar mais pelas redondezas e depois descemos para o Centro Qosqo de Arte Nativo. Na época, era integrante do Boleto Turístico, mas, assim como o Museu de Arte Popular, deixou de fazer parte em 1º/06/16. No Centro Qosqo são apresentadas diversas danças típicas de vários lugares do Peru. Eu achei interessantíssimo e relatarei com detalhes em outro post.

Procissão nas ruas de Cusco Peru

Procissão nas ruas de Cusco

Apresentação no Centro Qosqo de Arte Nativo, Cusco Peru

Apresentação no Centro Qosqo de Arte Nativo

No fim do espetáculo, começamos a subir a Avenida El Sol e passamos em meio a manifestantes dos dois partidos políticos. Cada um do seu lado, com suas faixas, cartazes e buzinas, manifestando ordeiramente. Vimos também um terceiro grupo, que dizia que os dois candidatos não os representava.

À procura de um restaurante para jantar, fomos ao Plus, com uma vista linda da Plaza de Armas. Entramos por causa da simpatia do garçom que estava à porta, mas a experiência não foi boa. Macarrão cru e lasanha com gosto de industrializada.

No fim, ainda com dificuldade para respirar, fomos para o hotel e, após mais um chazinho básico de coca, tentamos descansar. O dia seguinte seria o primeiro dia de tour e estávamos com altas expectativas.


Leia também:

Roteiro de 8 dias: Cusco, Vale Sagrado e Machu Picchu

Viagem ao Peru: dia 3 – Qorikancha e Vale Sagrado (Sacsayhuaman, Qenqo, Pukapukara, Tambomachay, Pisaq)

Viagem ao Peru: dia 4 – Tour pelo Vale Sagrado (Tipón, Pikillaqta, Rumicolca Andahuaylillas, Huaro, Urcos)

Viagem ao Peru: dia 5 – Vale Sagrado (Chinchero, Maras, Moray, Ollantaytambo)

Viagem ao Peru: dia 6 – O que ver e fazer em Machu Picchu

Viagem ao Peru – dias 7 e 8: Cusco

Índice de posts do Peru


ruas de cusco peru

Gostou? Salve no Pinterest e consulte sempre que quiser:
Nos nossos dois primeiros dias em Cusco, fizemos passeios leves pelas ruas da cidade, para aclimatação, e visitamos alguns museus.



Booking.com

Compartilhe com seus amigos
Receba as novidades do blog no seu e-mail:  
Programando sua viagem?
Utilize nossos parceiros. Você não paga nada a mais por isso, mas a gente ganha uma pequena comissão. Se o blog te ajudou de alguma forma, é uma maneira de nos ajudar a mantê-lo.

Reserve hotéis no Booking: A maioria das acomodações não pede pré-pagamento e permite cancelamento gratuito.
Alugue um carro na Rentcars: Cote em dezenas de locadoras, parcele em até 12 vezes e pague em reais, mesmo para aluguel no exterior.
Compre Seguro Viagem com a Seguros Promo:  Compare preços e planos em mais de 10 seguradoras. Viaje com assistência médica e odontológica, seguro bagagem e atendimento 24h! Usando o código MINEIROS5 você tem 5% de desconto!
Compre ingressos e passeios com um de nossos parceiros: Tiqets  ou Get Your Guide.   Fuja da fila já chegando com seu ingresso na mão!
 

11 comentários em “Viagem ao Peru: Dias 1 e 2 – passeios leves por Cusco

  1. Pingback: Viagem ao Peru: Dia 4 – Tour pelo Vale Sagrado (Tipón, Pikillacta, Rumicolca e as igrejas de Andahuaylillas, Huaro e Urcos)

  2. Pingback: Tour pelo Vale Sagrado: Chinchero, Salinas de Maras, Moray e Ollantaytambo

  3. Pingback: Mal de altitude - quase inevitável, mas dá para aliviar » Mineiros na estrada

  4. Pingback: Tudo o que você precisa saber para organizar uma viagem para Machu Picchu » Mineiros na estrada

  5. Pingback: Onde ficar em Cusco: Hostal Inti Wasi » Mineiros na estrada

    • Ei, Jussara! A gente foi e voltou do lado esquerdo. Se a rota for a mesma, a ida pelo lado esquerdo é melhor. A volta, não sei te falar porque fizemos uma rota diferente.

  6. Pingback: Viagem ao Peru: Dia 4 - Tour pelo Vale Sagrado » Mineiros na estrada

  7. Que legal seu relato… Também sou mineira mas estou morando no Sul e vou com o maridinho para Cusco em agosto agora e ainda nãoreservei nada ainda! Desesperei de leve aqui! Lendo vcs por aqui por causa do relato sobre o trem acabei lendo todo! Termina pra gente Gê! Abs! (intimidade né, desculpa, mas é que me aproximei pelo texto mesmo)

    • Menina, então corre que agosto ta aí! 😀
      Tenho muito para escrever ainda sobre essa viagem e estou redigindo e publicando aos poucos. Assina a newsletter lá no alto da página para ser avisada no seu email quando sair artigo novo. Mas, se quiser perguntar algo que ainda não foi postado, é só ir escrevendo aqui que eu vou te respondendo, ok?
      Abraços!!

  8. Pingback: Viagem ao Peru: Dia 3 – Qoriancha e Vale Sagrado (Sacsaywaman, Qenqo, Pukapukara, Tambomachay, Pisaq) - Mineiros na estrada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Theme developed by TouchSize - Premium WordPress Themes and Websites

Assine nossa newsletter

Receba um e-mail mensal com a relação dos posts publicados no mês e outras novidades!
Seu Email
Secure and Spam free...
"Customized Theme" by: AZEVEDO.MEDIA