Página inicial / Brasil / 6 minas de ouro para visitar em Ouro Preto

6 minas de ouro para visitar em Ouro Preto

Como uma das principais cidades do Ciclo do Ouro, Ouro Preto é repleta de minas de ouro. Veja aqui 6 opções para conhecer.

Como uma das principais cidades do Ciclo do Ouro, Ouro Preto é repleta de minas de ouro. Dizem que a cidade é como um grande queijo suíço. Por baixo daquele casario colonial maravilhoso, estão centenas – quiçá milhares – de túneis labirínticos e sufocantes.

Durante o século XVIII, 800 toneladas de ouro foram enviadas a Portugal. Mas, veja bem, isso é o que foi registrado. Não entra nessa conta o que ficou para ornamentar igrejas, por exemplo, e muito menos o que circulava clandestinamente.

Algumas dessas minas de ouro estão abertas à visitação. Eu fui em três e vou falar aqui resumidamente sobre elas e também sobre as que não visitei. Espero dar uma luz para que você decida qual compensa mais você conhecer. No final do post, tem um mapa com a localização das minas.

Temos mais de 20 posts sobre Ouro Preto. Veja a lista aqui.

Está gostando do blog? Então, curta nossa página no Facebook!

As minas que visitei

Mina do Chico Rei

Fica no bairro Antônio Dias e dá para ir a pé da Praça Tiradentes. Fiz a visita guiada com a Regina e foi excepcional: ela falou tanto sobre o trabalho escravo na mina quanto sobre técnicas de extração de ouro. Uma grande curiosidade é que foi a única mina que pertenceu a um negro e ex-escravo. Conto tudo, detalhadamente neste post:

Conhecendo a Mina do Chico Rei, em Ouro Preto

Endereço: Rua Dom Silvério, 108 – Antônio Dias
Telefone: (31) 3551-1749/3552-2866
Horário de funcionamento: diariamente, das 8h às 17h
Valor: R$ 20,00 (preço único) – aceita apenas dinheiro – Confirme os valores antes de ir

Mina do Chico Rei, em Ouro Preto.

Entrada da Mina Chico Rei

Mina du Veloso

Fica mais afastada no Centro, no bairro São Cristóvão. Fomos atendidos pelo guia Dudu, que foi ótimo, e explicou bastante sobre tipos de mineração. Em um dos salões da mina é possível ver estalagmites (mas não se entra nesse salão, vemos apenas de longe). Uma coisa diferente é que há um poço com água supercristalina, embora não-potável, devido à alta concentração de minérios. Em alguns pontos, samambaias estão brotando nas paredes. O passeio durou 30 minutos. Leia sobre o passeio:

Visita à Mina du Veloso, em Ouro Preto: uma aula de História com o guia Dudu

Endereço: R. Levindo Inácio André, 180 – São Cristóvão – Ouro Preto
Telefone: (31) 3551-0792
Horário de funcionamento: diariamente, das 9h às 18h
Valor: R$ 25,00 a inteira e R$ 15,00 a meia – aceita apenas dinheiro – Confirme os valores antes de ir

Mina du Veloso, mina de Ouro aberta à visitação,em Ouro Preto.

Mina du Veloso

Mina Felipe dos Santos

Também fica mais longe, no bairro Alto da Cruz. Foi aberta à visitação mais recentemente e é alvo de estudos de geólogos e engenheiros, que acreditam que a mina também era usada para exploração de ocre. A visita foi guiada pelo atual proprietário da mina, o Geraldo, que foca mais em lendas e crenças. Tem uma pequena queda d’água dentro da mina – me disseram que seria uma cascata, mas é só uma quedinha d’água! O passeio durou 15 minutos. Leia sobre o passeio:

Visita à Mina Felipe dos Santos, em Ouro Preto

Endereço: Rua 13 de Maio , 637, Bairro Alto da Cruz – Ouro Preto
Telefone: (31) 98679-6467
Horário de Funcionamento:  diariamente, das 8h30 ás 17h30
Valor: R$ 30,00 (preço único) – Confirme os valores antes de ir

Mina Felipe dos Santos, em Ouro Preto

Mina Felipe dos Santos

Por que visitar uma mina?

Esse é o tipo de passeio que é mais importante de se fazer do que legal. Todas essas três minas que visitei foram exploradas por escravos. Entrar nelas nos permite ter uma pequena (bem pequena) ideia do que essas pessoas sofreram. O ambiente é frio, úmido e escuro, mesmo com as lâmpadas elétricas atuais. Imagina séculos atrás, quando eram iluminados com lamparinas, que deixavam fumaça em todo o ambiente. Some a isso o fato de ter que carregar as pesadas ferramentas e trabalhar muitas vezes acorrentados, doentes e sem se alimentar.

O Dudu da Mina du Veloso disse pra gente: “Visitar uma mina é ver um pouco de perto aquilo que os livros não mostram.”

Qual mina você mais gostou?

Eu sei que você quer saber qual eu gostei mais, então lá vai: da Mina do Chico Rei. Te dou meus motivos. Primeiro, a guia Regina é sensacional e foi a explicação mais completa que tive dentre as minas que visitei. Segundo: pela história peculiar da mina. Terceiro: pelo acesso fácil desde o Centro Histórico. E quarto: é a mais barata.

Agora, uma curiosidade é que as entradas das minas ficam em residências, tipo, no quintal, mesmo. Você está passando pela rua cheia de casas normais e de repente é ali a entrada da mina.

As minas que não visitei

Além dessas três acima, há outras três mais famosas:

Mina do Jeje

Não há documentos que precisem a data dessa mina, mas estudos arqueológicos apontam que seja do século XVIII. A área aberta para visitação tem 160 metros de extensão. O pessoal do Gastando Sola Mundo Afora fez a visita guiada.

Endereço: Rua Chico Rei, 371 – Alto da Cruz
Telefone: (31) 3552-1558
Horário de funcionamento: diariamente, das 9h às 17h
Valor: R$ 25,00 – Confirme os valores antes de ir

Mina de Santa Rita

É uma das mais antigas de Ouro Preto. Fica na região do sítio arqueológico de Padre Faria e a visita é feita em um túnel de 115 metros. Ainda não se encontrou o final do labirinto!

Endereço: Rua Chico Rei 371, Alto da Cruz Ouro Preto
Telefone: (31) 3552-1558
Horário de Funcionamento: diariamente das 9h às 17h.
Ingresso : R$ 25,00 – Confirme os valores antes de ir

Mina da Passagem

É a mais famosa, mas ainda não fui por motivos de: é mais caro. Mas ainda quero fazer essa visita, pois é a mais diferente: desce-se de carrinho, um trolley. Fica localizada em território marianense e é a maior mina de ouro aberta à visitação do mundo! A diferença desta para as demais é que aqui a coisa já passou da manual para a industrialização, já que ela foi explorada até 1985. As meninas do D&D Mundo Afora fizeram visita.

Endereço: Rua Eugênio Eduardo Rapallo, 192 – km 4
Telefone: (31) 3557-5000
Horário de funcionamento: segundas e terças, das 9h às 17h. De quarta a domingo, das 9h ás 17h30.
Valor: R$ 60,00 – apenas pagamento em dinheiro – Confirme os valores antes de ir
Site oficial

E você, já visitou alguma mina? Qual gostou mais? Conta aqui pra gente nos comentários.

Gostou? Salve no Pinterest e consulte sempre que quiser:

Como uma das principais cidades do Ciclo do Ouro, Ouro Preto é repleta de minas de ouro. Veja aqui 6 opções para conhecer.

Compartilhe com seus amigos
Receba as novidades do blog no seu e-mail:  
Programando sua viagem?
Utilize nossos parceiros. Você não paga nada a mais por isso, mas a gente ganha uma pequena comissão. Se o blog te ajudou de alguma forma, é uma maneira de nos ajudar a mantê-lo.

Reserve hotéis no Booking: A maioria das acomodações não pede pré-pagamento e permite cancelamento gratuito.
Alugue um carro na Rentcars: Cote em dezenas de locadoras, parcele em até 12 vezes e pague em reais, mesmo para aluguel no exterior.
Compre Seguro Viagem com a Seguros Promo:  Compare preços e planos em mais de 10 seguradoras. Viaje com assistência médica e odontológica, seguro bagagem e atendimento 24h! Usando o código MINEIROS5 você tem 5% de desconto!
Compre ingressos e passeios com uma de nossas afiliadas Tiqets ou ou Ticketbar: Fuja da fila já chegando com seu ingresso na mão!
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Theme developed by TouchSize - Premium WordPress Themes and Websites

RECEBA AS NOVIDADES NO SEU E-MAIL

Inscreva-se na nossa newsletter! São só dois ou três e-mails por mês e não mandamos spam!
Seu Email
Secure and Spam free...
"Customized Theme" by: AZEVEDO.MEDIA