Página inicial / Europa / O que fazer em 5 dias em Paris: roteiro para a primeira viagem

O que fazer em 5 dias em Paris: roteiro para a primeira viagem

Veja aqui um roteiro com o que fazer em 5 dias em Paris e planeje melhor a sua sonhada viagem para a Cidade Luz!

Paris é uma cidade que está nos sonhos de muita gente e estava nos meus também! Reservamos cinco dias inteiros para explorarmos a Cidade Luz, o que foi suficiente para conhecermos os principais pontos turísticos, e também para deixar aquele gostinho de “quero mais”. Como quase todo mundo fala que a cidade é linda, eu fui com um pouco de medo de ir com expectativa demais e não achá-la assim grande coisa. Sabia que existe até a Síndrome de Paris?

Felizmente, voltei encantada com a capital francesa! Achei a cidade linda e vou compartilhar neste post como dividimos os nossos dias turistando por lá. Apresento, também, os mapas de cada dia e a distância aproximada percorrida a pé.

Sabia que o Seguro Viagem é obrigatório para viajar para a Europa? Cote aqui e viaje protegido. Use o cupom MINEIROS5 para ter 5% de desconto.

Onde ficar em Paris

Optamos por um hotel bem barato, o Hôtel de L’Union. Ele fica bem longe do centro, mas tem a grande vantagem de ter metrô literalmente na porta. Veja o que achamos do hotel no post específico sobre a acomodação.

Leia também: Hotel de L’Union: hotel barato e próximo ao metrô, em Paris

Uma outra opção é alugar pelo Airbnb. Utilize este voucher para ter 130 reais de desconto na sua primeira reserva.

Hotel barato e próximo ao metrô em Paris - Hotel de L'Union.

Metrô na porta do Hotel de L’Union

Museum Pass

Para começar, compramos nossos Museum Passes para 4 dias. O passe é caro, mas, fazendo as contas, compensaria para nós pelo número de atrações que pretendíamos visitar, tanto que acho que o mais você vai ler neste post é “incluso no Museum Pass”. Todos os detalhes podem ser lidos no post:

O que é e como funciona o Paris Museum Pass

Está gostando do blog? Então, curta nossa página no Facebook!

Roteiro de 5 dias em Paris

Dia 1 – Torre Eiffel, Túmulo de Napoleão, Ponte Alexandre III, Museu d’Orsay e Jardins de Luxemburgo

Dia 2 – Arco do Triunfo, Champs Elysees, Gran e Petit Palais, Museu do Louvre

Dia 3 – Panteão, Notre Dame, Saint Chapelle, Conciegerie, Pont Neuf, Pont des Arts, Saint Jacques Tower, Hôtel de Ville

Dia 4 – Palácio de Versalhes

Dia 5 – Montmartre

Dia 1 – Torre Eiffel, Túmulo de Napoleão, Ponte Alexandre III, Museu d’Orsay e Jardins de Luxemburgo

Não perdemos tempo e fomos para a Torre Eiffel já na primeira atração do primeiro dia!

Pegamos o metrô, descemos na Trocadero e, mal saímos da estação, já a vimos, linda e imponente. Ficamos uns bons minutos ali, olhando e tirando fotos. Depois, cruzamos os Jardins do Trocadero e atravessamos o rio Sena, para chegarmos mais perto da Torre. Não passamos por baixo dela, pois essa área é só para quem vai subi-la e nós optamos por não fazê-lo, pois teríamos outras chances de ver Paris do alto, as quais estariam inclusas no Museum Pass.

Subir na Torre Eiffel é uma atração muito disputada em Paris e é altamente recomendado comprar ingressos com antecedência. Você pode fazer isso com o nosso parceiro Tiqets. 

 

Torre Eiffel, Paris

Torre Eiffel - Paris

Passeamos pelo Campo de Marte, nos sentamos para um lanchinho e seguimos para a segunda parada, o Museu das Armas. Compramos ali o nosso Museum Pass (também almoçamos um macarrão mais ou menos) e aproveitamos para visitar a parte onde está o túmulo de Napoleão.  (Ali perto fica o Museu Rodin, que também está incluso no Museum Pass).

Compre ingressos avulsos para o Museu das Armas (para quem não tem Museum Pass)

Museu das Armas, Paris

Parte do Museu das Armas onde está o túmulo de Napoleão

Museu das Armas, Paris

A bela cúpula

Museu das Armas, Paris

Museu das Armas, Paris. Túmulo de Napoleão.

Túmulo de Napoleão no Museu das Armas, em Paris

Museu das Armas, Paris

Passamos pelo pátio do museu e saímos em frente à Esplanada dos Inválidos, a qual percorremos toda, até a Ponte Alexandre III. A ponte é linda e rende boas fotos.

Ponte Alexandre III, Paris

Ponte Alexandre III

Ponte Alexandre III, com Museu das Armas ao fundo

Ponte Alexandre III, com Museu das Armas ao fundo

Atravessamos e voltamos e caminhamos margeando o rio Sena até o Museu d’Orsay, que também estava incluso no Museu Pass. Esse museu é lindíssimo, pois funciona em uma antiga estação ferroviária, do ano 1900. Se você não vai comprar o Museum Pass, pode comprar ingressos avulsos para este museu.

 

Museu d'Orsay, Paris

Museu d’Orsay

Museu d'Orsay, Paris

Ainda andamos um bocado, até a última parada do dia, os Jardins de Luxemburgo. O sol já estava bem baixo e andamos enquanto pudemos suportar o frio de janeiro.

Jardins de Luxemburgo, Paris

Jardins de Luxemburgo

Jardins de Luxemburgo

Há cadeiras por toda parte nos Jardins de Luxemburgo

Distância percorrida: aproximadamente 8 km (sem considerar os deslocamentos dentro de museus, jardins e parques).

Dica: Se você tiver pique e, claro, se te interessar, a farmácia com melhor preço de Paris, a Citypharma, fica próxima dos Jardins de Luxemburgo (coloquei no mapa abaixo). Ela é ótima para comprar cosméticos de marcas francesas, como Vichy e La Roche Posay.

Europa 1

Dia 2 – Arco do Triunfo, Champs Elysees, Gran e Petit Palais, Museu do Louvre

Começamos o dia pegando o metrô para a estação L’Arc du Triomphe de L’Etoile. Saímos em frente ao Arco do Triunfo e ficamos uns minutos só olhando a loucura que é aquela rotatória gigante. Como as pessoas se entendem ali?

Arco do Triunfo - Paris

Doze ruas e avenidas saem no Arco do Triunfo

Pegamos uma passagem subterrânea, que tem várias fotos na parede e saímos na base do Arco. Passamos pelos detectores de metais e preparamos para a subida, que está inclusa no Museum Pass. São 284 degraus, numa escada em espiral. A primeira parada, após 202 degraus, é em uma pequena exposição, retratando um pouco sobre a história dessa construção. Oitenta e dois degraus mais, chegamos ao topo. Achamos a vista muito bonita, só que o vento estava cortante. Conseguimos ficar só uns 15 minutos lá em cima e iniciamos a descida.

Arco do Triunfo, Paris

Uma das vistas do Arco do Triunfo

Arco do Triunfo, Paris Arco do Triunfo, Paris

Arco do Triunfo, Paris

Hora de descer as escadas

No nível da rua, sob o arco, está o Túmulo do Soldado Desconhecido. São os restos mortais de um combatente não identificado, uma homenagem aos 1,5 milhão de franceses mortos na Primeira Guerra Mundial.

Se você não tem o Museum Pass, compre aqui o ingresso avulso para o Arco do Triunfo

Túmulo do Soldado Desconhecido, Arco do Triunfo, Paris

Túmulo do Soldado Desconhecido, no Arco do Triunfo

Seguimos caminhando calmamente por toda avenida Champs Elysées, parando de vez em quando para admirar a arquitetura. Almoçamos nas imediações,  em um restaurante italiano, o Valpiano, mais barato para os padrões parisienses, especialmente na região da Champs Elysées  (cerca de 15 euros um risoto ou massa, preparada na hora, na sua frente). Quase no final da avenida, vimos duas construções belíssimas, o Grand Palais e o Petit Palais. A visita a esses dois não está inclusa no Museum Pass. Compre aqui ingresso para o Petit Palais.

Grand Palais Paris

Grand Palais

Petit Palais Paris

Petit Palais

Mais caminhada e chegamos ao Jardim das Tulheiras, que percorremos todo, até o Louvre. Já estávamos mais para o final da tarde e não havia absolutamente ninguém na entrada da pirâmide. Ninguém! Passamos rapidamente pelos detectores de metal, apresentamos nossos Museum Passes, pegamos o mapa e marcamos o que queríamos ver. Vimos a Monalisa sem qualquer problema. O museu é imenso e são precisos dias para vê-lo todo. Nós ficamos lá por cerca de 3 horas e para nós foi suficiente. Saímos de lá já à noite e pegamos o metrô pela saída do subsolo do museu – não precisa ir para a rua. Todos os detalhes da visita podem ser lidos em:

Paris: Dicas para visitar o Museu do Louvre

Museu do Louvre Paris

Museu do Louvre

 

 

Distância percorrida: 5 km (desconsiderando o que andamos dentro do Museu)


Dia 3 – Panteão, Notre Dame, Saint Chapelle, Conciegerie, Pont Neuf, Pont des Arts, Saint Jacques Tower, Hôtel de Ville

Começamos o dia pegando o metrô para o Panteão. Do nosso hotel, a estação mais próxima era a Odéon, que está a cerca de 1 km da atração.

A entrada no Panteão está incluída no Museum Pass e foi um lugar que me surpreendeu bastante. Além da imponente e belíssima construção, podemos ver o Pêndulo de Foucaut, um experimento concebido no século XIX para provar o movimento de rotação da Terra. Podemos também visitar a cripta, onde estão sepultadas várias personalidades, como Voltaire, Rousseau, Marie e Pierre Curie, Victor Hugo, Antoine de Saint-Exupéry, Alexandre Dumas e Louis Braille.

Se você não tem o Museum Pass, compre aqui seu ingresso para o Panteão

Panteão Paris

O belo Panteão

Pêndulo de Foucault no Panteão Paris

Pêndulo de Foucault

Cúpula do Panteão de Paris

A cúpula do Panteão

Cripta do Panteão de Paris

Cripta

cripta do panteao Marie Curie Victor Hugo cripta do panteao Braille Rousseau

Panteão de Paris

A grandiosidade do Panteão

Depois de almoçarmos num bar bem mais ou menos, seguimos para a Ilha da Cidade (Île de la Cité), uma ilha no rio Sena, onde visitamos algumas atrações. A primeira delas foi a Catedral de Notre Dame, cuja entrada é gratuita. É maravilhosa, embora muito escura.

Catedral de Notre Dame Paris

Catedral de Notre Dame

Interior da Catedral de Notre Dame

Interior da Catedral de Notre Dame

Rosácea da Catedral de Notre Dame

Imensa e linda rosácea

Depois, subimos a torre, que está incluída no Museum Pass. Todos os detalhes contarei em outro post, mas saiba que são 422 degraus, mas não achei muito puxado porque há paradas. É cansativo, sim, mas não beira à exaustão. A vista é indescritível! Como a cidade é muito plana, dá para ver até muito longe e, claro, a Torre Eiffel faz parte do cenário. Algo que deixa a Torre Eiffel tão linda e a cidade tão encantadora é que a imponência dela foi respeitada. Tudo no entorno é bem baixinho, o que faz com que a torre se sobressaia e possa ser vista a quilômetros de distância.

Leia também: Paris: Como subir até as Torres da Catedral de Notre Dame

Vista da Torre de Notre Dame, em Paris

Vista da Torre de Notre Dame

Descemos os 400 degraus e ainda visitamos a cripta da igreja, que também é incluída no Museum Pass. Só que não achamos a menor graça. Na minha opinião, se você não tem o Museum Pass, não vale a pena comprar ingresso para isso.

Após, fomos à Saint Chapelle (também inclusa no Museum Pass). Quando entrei, fiquei meio decepcionada, mas depois vi que tinha um acesso para o segundo andar. Gente, que coisa incrível! A capela não é muito grande, mas é tomada de vitrais, o que causa um efeito sensacional. São 1113 cenas da Bíblia mostradas em 15 grandes janelas.

Saint Chapelle Paris

Saint Chapelle

Ao lado da capela, está a Conciegerie (mais um na conta do Museum Pass), um prédio bonitão, em estilo gótico, que já foi residência real e prisão e hoje é um museu sobre a Revolução Francesa.

Conciegerie Paris

Conciegerie

 

Já estávamos cansados, mas queríamos aproveitar que estávamos na região para vermos mais coisas, já que nos outros dias iríamos para outros lugares. Então, saímos da Ilha da Cidade pela Pont Neuf e seguimos até a Pont des Arts, aquela famosa onde havia milhares de cadeados, os quais foram retirados por estarem colocando a ponte em risco. A propósito, a ponte já está ficando cheia de cadeados de novo.

Pont des Arts Paris

Pont des Arts

Atravessamos a ponte e seguimos novamente em direção à Ilha, mas agora pela margem oposta. Passamos em frente à Torre de São Jaques e finalizamos o dia no Hôtel de Ville, a linda prefeitura de Paris.

Hôtel de Ville - Paris

Hôtel de Ville

Distância percorrida: aproximadamente 5 km.


Dia 4 – Palácio de Versalhes

Aproveitamos nosso último dia de Museum Pass para visitarmos o Palácio de Versalhes. Para chegar lá, precisamos pegar um trem, já que o palácio fica nos arredores de Paris. O dia estava muito feio, com bastante neblina, dificultando, assim, a visibilidade. Isso nos atrapalhou visitarmos outros espaços do complexo, então nos ativemos somente ao Palácio e a uma pequena parte do jardim. Todos os detalhes da visita a Versalhes estão neste post:

Como visitar o Palácio de Versalhes partindo de Paris

Sala dos Espelhos, Palácio de Versalhes, França

A Sala dos Espelhos, no Palácio de Versalhes

Dia 5 – Montmartre

Nosso último dia em Paris foi bastante chuvoso e por isso foi o mais tranquilo. Fomos para o bairro Montmartre, outro lugar lindo na cidade. O objetivo principal era visitar a Basílica do Sagrado Coração (Sacre Cour) e ter uma vista de Paris por outro ângulo, já que a igreja fica bem no alto. A basílica nós conseguimos visitar, mas a vista ficou para uma próxima viagem. O tempo não abriu e tudo o que conseguimos ver foi um céu branco e muita neblina.

Montmarte Paris neblina

Um dia encoberto em Montmartre

A Basílica do Sagrado Coração é muito bonita e a entrada é gratuita, mas fotografias não são permitidas. É possível baixar um audioguia gratuitamente no site oficial. Há dois espaços cujo acesso é pago: a cripta e a cúpula. Na cripta há imagens e o chamado “Tesouro”, que abriga objetos de grande valor histórico. Para subir até a cúpula, paga-se um ingresso, mas como o tempo estava muito fechado, não fomos. São 300 degraus e não há elevador.

Sacre Cour Paris Sagrado Coração

Basílica do Sagrado Coração ou Sacre Cour

Para se chegar à Basílica, pode-se subir as escadarias ou pegar um funicular, pago. Fomos pelas escadas e achamos bem tranquilo.

Tome cuidado, pois na região há muitas pessoas abordando os turistas. Um deles chegou a puxar o Guto pelo braço, tentando tirar a mão dele de dentro do bolso do casaco, para colocar uma pulseirinha.

Aproveitamos um momento de estiagem para dar uma volta pelo bairro e fomos até o Muro do Amor, que, devido ao tempo, estava bem vazio. Como a chuva voltou forte e ventava muito, estava bem difícil para caminhar e resolvemos encerrar o passeio. O bairro, porém, é uma graça e é possível passar o dia por suas ruas.

Muro do Amor Paris

Muro do Amor

Outras atrações em Paris

Se você tem mais dias ou quer incluir mais atrações em seu roteiro, aqui vão algumas dicas:

 

Gostou? Salve no Pinterest e consulte sempre que quiser:

Veja aqui um roteiro com o que fazer em 5 dias em Paris e planeje melhor a sua sonhada viagem para a Cidade Luz!

Compartilhe com seus amigos
Receba as novidades do blog no seu e-mail:  
Programando sua viagem?
Utilize nossos parceiros. Você não paga nada a mais por isso, mas a gente ganha uma pequena comissão. Se o blog te ajudou de alguma forma, é uma maneira de nos ajudar a mantê-lo.

Reserve hotéis no Booking: A maioria das acomodações não pede pré-pagamento e permite cancelamento gratuito.
Alugue um carro na Rentcars: Cote em dezenas de locadoras, parcele em até 12 vezes e pague em reais, mesmo para aluguel no exterior.
Compre Seguro Viagem com a Seguros Promo:  Compare preços e planos em mais de 10 seguradoras. Viaje com assistência médica e odontológica, seguro bagagem e atendimento 24h! Usando o código MINEIROS5 você tem 5% de desconto!
Compre ingressos e passeios com um de nossos parceiros: Tiqets  ou Get Your Guide.   Fuja da fila já chegando com seu ingresso na mão!
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Theme developed by TouchSize - Premium WordPress Themes and Websites

Assine nossa newsletter

Receba um e-mail mensal com a relação dos posts publicados no mês e outras novidades!
Seu Email
Secure and Spam free...
"Customized Theme" by: AZEVEDO.MEDIA