Página inicial / Foz do Iguaçu / O dia em que perdemos Maria

O dia em que perdemos Maria

Eu jamais poderia imaginar o que aquele domingo quente em Foz do Iguaçu reservava para nós. Acontecimentos inesperados e surpreendentes estavam por vir.

Tínhamos agendado para o dia três programas na usina de Itaipu: Ecomuseu, Visita Panorâmica e passeio de catamarã pelo lago, no pôr do sol.

Eram pouco mais de duas da tarde quando nos buscaram no hotel. Cerca de 15 minutos depois já estávamos na entrada do Ecomuseu, onde fomos muito bem recebidos. Na recepção fomos informados que não era permitida a entrada com bolsas, então guardamos as nossas em um pequeno armário disponibilizado aos visitantes.

Fizemos nossa visita com calma, pois o museu tem muita coisa legal. Há algumas curiosidades sobre Itaipu que são quase inacreditáveis, devido à grandiosidade do projeto. Mesmo não sendo meu programa favorito visitar museus (o da Gê com certeza é, principalmente quando tem vasinhos de barro), eu fiquei muito empolgado e viajei na maionese. Até esqueci do tempo, e assim foi durante a visita inteira (os detalhes você pode ler aqui).

Mas algo estava para acontecer.

Na recepção, combinamos que, após a visita, utilizaríamos o serviço gratuito de transporte para retornarmos ao centro de visitantes, de onde iríamos para a visita panorâmica e, depois, para o passeio no catamarã. Como o ecomuseu fica um pouco distante da entrada principal, é oferecido aos visitantes esse serviço de transporte. Mas fica uma dica: no dia em que você decidir fazer a visita, consulte sobre a disponibilidade do transporte, caso tenha interesse em utilizá-lo.

Concluímos a visita e pegamos as bolsas no armário. Foi aí que tudo começou.

– Amor, onde está a Maria? Eu a deixei sob os seus cuidados.

– Não, Linda. Ela estava com você.

– Mas eu a entreguei a você assim que chegamos aqui.

– De jeito nenhum! Eu a vi com você no carro! Será que você a deixou lá?

– Como não percebemos a falta dela antes?

– Não é possível! Ela estava comigo quando chegamos aqui! Vamos ter que procurá-la!

Dois seguranças do museu, percebendo a nossa inquietação, se aproximaram e ofereceram ajuda. Nós relatamos o ocorrido e eles prontamente começaram a se comunicar pelo rádio com outros colegas que também ajudaram na busca.

– Não vou ficar aqui parada sem fazer nada enquanto a Maria está perdida por aí. Vou voltar às exposições e tentar localizá-la! –  saiu a Gê desesperada.

Ainda tive tempo de dizer: – Converse com os monitores do ecomuseu, talvez eles a tenham visto. Vou ficar por aqui também procurando.

Eu tentava manter a calma e o equilíbrio, mas um desconforto grande e uma sensação desagradável de total impotência começaram a tomar conta de mim. Eu tinha certeza de que a Maria não esteve sob os meus cuidados em momento algum, mas convencer a Gê disso parecia impossível, além de não ajudar a resolver o problema.

Os seguranças continuavam se comunicando pelo rádio ao mesmo tempo em que tentavam me acalmar. Foi quando tive uma ideia: corri à recepção, expliquei a situação e perguntei às funcionárias se elas não haviam visto a Maria. Para minha decepção e aumento do desconforto, a resposta foi negativa.

Poucos minutos depois a Gê voltou com um semblante entristecido.

– Ninguém encontrou ou sequer viu a Maria. As funcionárias anotaram o número do meu telefone e disseram que vão me ligar caso ela apareça. É tudo o que podem fazer.

– Minha nossa! Não encontraremos Maria! –  era o pensamento que ocupava minha mente.

Comecei a desconfiar se, na nossa euforia pelos programas do dia, não a havíamos deixado no hotel ou no carro, mas a Gê insistia que não.

Mas ainda restava uma chance.

– O motorista que nos trouxe deixou o cartão dele comigo. Envie uma mensagem e veja se ele tem algo a dizer, falei com a Gê.

Alguns minutos depois chegou a resposta pelo celular: negativa.

Já estávamos sem saber o que fazer quando os seguranças vieram até nós.

– Infelizmente não localizamos. Acionamos todos os seguranças pelo rádio, todos procurarem exaustivamente, mas não encontraram a Maria.

Pensei em chorar tamanha a sensação de derrota. A graça do passeio tinha acabado. Olhei para o lado e vi a Gê totalmente sem graça. Ela se aproximou e falou algo bem baixinho, em seguida implorou para que eu permanecesse calado.

Fiquei sem ação.

***

Gê falando:

Ah, gente! Vão me dizer que nunca perderam nada? Ou nunca acharam que tinha perdido? Nunca procuraram por uma caneta que estava prendendo o seu cabelo o tempo todo? Nunca procuraram a chave do carro que estava bem na sua mão?

Tá, depois de me justificar toda, eu conto o que aconteceu.

Depois que guardamos nossos pertences no guarda-volumes, fiquei só com a câmera fotográfica no pescoço. Começamos a andar pelo museu. Tira tampa da lente, põe tampa da lente, tira tampa da lente, põe tampa da lente. “Ah, vou guardá-la no bolso”, pensei, no automático, assim, meio que sem pensar no que estava fazendo, sabe? Continuei pensando sem pensar:

“Ah, estou com um macacão que não tem bolso. Uhmmm… E agora? Ah, vou colocar aqui”. E foi assim que coloquei a tampa da lente da máquina dentro do meu sutiã.  E esqueci completamente, tanto que mobilizei metade dos funcionários de Itaipu para me ajudarem a procurar a bendita tampinha.

No final, quando já tinha desistido, eis que sinto uma coceirinha no peito e…

via GIPHY

(Foto de abertura: Concord90 – Pixabay)

O dia em que passei muito aperto porque fui para o aeroporto errado e só me dei conta pouco tempo antes do embarque. Quase perco o voo, mas a história não perco, jamais!

Compartilhe com seus amigos!

Receba as novidades do blog no seu e-mail:  
Programando sua viagem?
Utilize nossos parceiros. Você não paga nada a mais por isso, mas a gente ganha uma pequena comissão. Se o blog te ajudou de alguma forma, é uma maneira de nos ajudar a mantê-lo.

Reserve hotéis no Booking: A maioria das acomodações não pede pré-pagamento e permite cancelamento gratuito.
Alugue um carro na Rentcars: Cote em dezenas de locadoras, parcele em até 12 vezes e pague em reais, mesmo para aluguel no exterior.
Compre Seguro Viagem com a Seguros Promo:  Compare preços e planos em mais de 10 seguradoras. Viaje com assistência médica e odontológica, seguro bagagem e atendimento 24h! Usando o código MINEIROS5 você tem 5% de desconto!
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Theme developed by TouchSize - Premium WordPress Themes and Websites
shares

RECEBA AS NOVIDADES NO SEU E-MAIL

Inscreva-se na nossa newsletter! São só dois ou três e-mails por mês e não mandamos spam!
Seu Email
Secure and Spam free...
"Customized Theme" by: AZEVEDO.MEDIA