Página inicial / Brasil / Como ir às cachoeiras próximas a São Thomé das Letras

Como ir às cachoeiras próximas a São Thomé das Letras

A cidade mineira de São Thomé das Letras é rodeada por belas cachoeiras. Sugerimos várias delas e explicamos como chegar.


Nem só de casas de pedra e pores do sol na Pirâmide se faz uma São Thomé das Letras. A cidade é rodeada por belas cachoeiras. Umas mais tranquilas de se chegar, outras, nem tanto.

Nós fomos em algumas, mas pesquisei sobre as mais conhecidas e as reuni aqui, de acordo com a localização, para facilitar seu deslocamento.

Se você não estiver de carro, na praça da Igreja Matriz há vários jipeiros que levam turistas até as cachoeiras. Parece que você pode escolher entre ir a várias para só conhecer ou ficar em alguma delas para tomar banho.

Se estiver de carro, fica mais tranquilo ainda montar seu roteiro.

São Thomé tem duas saídas: a asfaltada, por baixo, vai para Três Corações. É onde está o portal de entrada da cidade. Está em vermelho no mapa.

A de terra, por cima, vai para Baependi e está em amarelo. A gente fala sobre todas e você escolhe as que quer visitar. A localização das cachoeiras no mapa é aproximada, ok?

Cachoeiras na saída para Três Corações (em vermelho)

Vale das Borboletas

A aproximadamente 1,5 km do portal de entrada da cidade está a entrada (à esquerda) para a Cachoeira Vale das Borboletas. Como não há retorno, sugiro que antes de ir à cachoeira, você dê uma passada na Ladeira do Amendoim (falamos dela aqui), cuja entrada fica mais ou menos a 3,3 km do portal de entrada, à direita da rodovia. Para sair dali é mais fácil pegar a estrada voltando e entrar para o Vale das Borboletas. Da entrada para o Vale, você vai andar uns 500 metros de carro até uma área para estacionar, onde há também dois restaurantes e criação de gado.

A cidade mineira de São Thomé das Letras é rodeada por belas cachoeiras. Sugerimos várias delas e explicamos como chegar.
A cidade mineira de São Thomé das Letras é rodeada por belas cachoeiras. Sugerimos várias delas e explicamos como chegar.

Você vai seguir uma trilha a pé até chegar no alto da cachoeira. Dizem que tem este nome por ser muito comum ver borboletas pelo caminho. Eu só vi bois 😀 . A trilha acaba na parte de cima da cachoeira.

Cachoeira Vale das Borboletas em São Thomé das Letras.

Para descer, segura na mão de Deus e vai. Barranco escorregadio padaná, pelo menos quando fomos, e uma cerca de troncos, que meu avô disse se chamar ziguezague, pois você tem que realmente ziguezaguear por entre as estacas. Isso é para impedir a passagem do gado.

Lá embaixo, é muito bonito e gostoso de se ficar. As pedras formam várias piscininhas e a meninada adora. Só tome cuidado para descer. E faz favor de voltar com seu lixo. É uma vergonha o tanto de garrafa que a gente viu jogada por lá.

Garganta do Diabo (ou só Garganta)

Fica uns 500 metros depois do Vale das Borboletas. É aconselhável ir com guia, pois o local é de difícil acesso. É utilizada para prática de rapel. Não fomos nessa, ficamos só nas Borboletas.

Ricarda ou São Thomé das Letras

Ricarda é o nome antigo. Próximo ao local onde você deixou o carro para ir ao Vale das Borboletas, há uma estrada de cerca de quatro quilômetros até esta cachoeira. Dizem que o local é tranquilo, mas que é difícil se chegar lá, então é recomendado ir com guia.

Shangri-lá

Fica uns 16 km do portal de entrada. Dizem que é uma das mais bonitas. O acesso é difícil e o recomendado é ir com guia, embora alguns arrisquem ir por conta própria.

Está gostando do blog? Então, curta nossa página no Facebook!

Cachoeiras na saída para Baependi (em amarelo)

Cachoeira da Lua

Fica uns 7 km do centro de São Thomé. Saindo pela estrada de terra em direção a Baependi, em dois quilômetros você verá à sua esquerda uma placa do Camping do Jhonny, que também é a entrada para o distrito de Sobradinho. Pegue essa entrada. Mais uns cinco quilômetros e você chega à Cachoeira da Lua. Há um barzinho e muitos artesãos locais vendendo filtro dos sonhos. Essa cachoeira é conhecida por refletir a lua cheia, provocando um lindo reflexo. Como o poço é fundo, o pessoal se pendura em uma corda e vai que nem Tarzan, até se jogar na água.

Cachoeira da Chuva

Continuando pela estrada onde está a Cachoeira da Lua, você vai chegar a um trevo. À direita, vamos para Cruzília. À esquerda, para Sobradinho. Siga pela esquerda e em seis quilômetros, chegará ao distrito. Dois quilômetros mais, em direção a Luminárias, chega-se à Cachoeira da Chuva. Do lugar onde se para o carro, são mais 15 minutos de caminhada. Dizem ser linda, pois sua queda parece mesmo uma chuva, e ótima para banho.

Cachoeira da Eubiose

Voltando ao Camping do Jhonny, um pouco mais à frente está a entrada para a Cachoeira da Eubiose. Do lado direito da estrada de terra, há um lugar para estacionar. Do lado esquerdo é a trilha, que é tranquila e tem uns 500 metros. A cachoeira forma uma piscina rasa e tranquila.

Cachoeira do Flávio

Seguindo por mais três quilômetros, chegamos à Cachoeira do Flávio, que também é bem tranquila e rasa. Uns ambulantes ficam na área de estacionamento. Temos que descer um pequeno barranco de uns 50 metros.

A cidade mineira de São Thomé das Letras é rodeada por belas cachoeiras. Sugerimos várias delas e explicamos como chegar.

Cachoeira Antares (ou Conquista)

Continuando pela estrada de terra, depois da Cachoeira do Flávio haverá um desvio para Conceição do Rio Verde. Não fomos nessa, mas o pessoal diz que é de médio acesso e que é preciso descer barrancos íngremes.

Cachoeira Véu de Noiva

Continue pela mesma estrada da Cachoeira do Flávio e você chegará à entrada do Véu de Noiva. A estrada fica um pouco mais larga, então dá para estacionar ali. Tem um barzinho que vende água, pipoca doce e refri. Tem banheiro, mas não tem sabonete, nem papel. Descendo pelo lado direito, em um barranco bem escorregadio, chegamos ao Véu de Noiva. Achei bem difícil chegar lá em baixo. Mas é uma cachoeira bonita, com umas piscinas bacanas para crianças – se você conseguir chegar com elas sãs depois do barranco. 😉

Cachoeira Paraíso

Descendo pelo lado esquerdo a partir do barzinho da pipoca doce que falei acima, a gente chega à Cachoeira Paraíso. A trilha termina ao lado da queda d’água e tem um mini barranco de uns cinco degraus esculpidos na terra para descer e atravessar o riacho. Do lado de lá, tem uma área legal, onde dá para sentar e ficar de olho nas crianças. É bem raso.

A cidade mineira de São Thomé das Letras é rodeada por belas cachoeiras. Sugerimos várias delas e explicamos como chegar.

Algumas dicas:

  1. Os botecos próximos às cachoeiras não abrem todos os dias. Não precisa ter vergonha de ser farofeiro. Abasteça sua caixa de isopor com tudo que acha que vai precisar. Não esqueça o papel higiênico e o sabonete.
  2. Pelamordedeus, traga seu lixo de volta! Não seja porquinho! Todos os acessos são livres, você não paga nada pra usar. O mínimo é deixar tudo limpinho. Não é desagradável quando você quer se sentar numa pedra e ela está ocupada por latinhas vazias?
  3. É proibido fazer churrasco. PROIBIDO. Tem placas nas entradas avisando isso! Mesmo assim, vimos gente descendo carregando churrasqueira e carvão. Que papelão!
  4. Não é permitido trazer mudas e/ou arrancar flores.

É isso pessoal! Sabem de mais alguma cachoeira? Foram em alguma que a gente não foi?

Conta pra gente!


Leia também:


Gostou? Salve no Pinterest e consulte sempre que quiser:

A cidade mineira de São Thomé das Letras é rodeada por belas cachoeiras. Sugerimos várias delas e explicamos como chegar.
Compartilhe com seus amigos
Receba as novidades do blog no seu e-mail:  
Programando sua viagem?
Utilize nossos parceiros. Você não paga nada a mais por isso, mas a gente ganha uma pequena comissão. Se o blog te ajudou de alguma forma, é uma maneira de nos ajudar a mantê-lo.

Reserve hotéis no Booking: A maioria das acomodações não pede pré-pagamento e permite cancelamento gratuito.
Alugue um carro na Rentcars: Cote em dezenas de locadoras, parcele em até 12 vezes e pague em reais, mesmo para aluguel no exterior.
Compre Seguro Viagem com a Seguros Promo:  Compare preços e planos em mais de 10 seguradoras. Viaje com assistência médica e odontológica, seguro bagagem e atendimento 24h! Usando o código MINEIROS5 você tem 5% de desconto!
Compre ingressos e passeios com um de nossos parceiros: Tiqets  ou Get Your Guide.   Fuja da fila já chegando com seu ingresso na mão!
 

13 comentários em “Como ir às cachoeiras próximas a São Thomé das Letras

  1. Ge boa noite , me diz uma coisa a estrada entre Conceição do Rio Verde para São Tomé é transitável ? Qual o estado desta estradinha de terra ?

    • Oi, Renato!
      Faltou, mesmo. Não deu tempo de conhecer essa e, na viagem seguinte, quando fomos principalmente para isso, choveu to-dos-os-di-as! 🙁
      Obrigada por passar por aqui! 😀

  2. Pingback: 13 cidades românticas em Minas Gerais - Mineiros na estrada

  3. Gê, adorei as dicas! Parabéns pelo blog viu! Vamos semana que vme p lá com meu filho de 7 anos! E estava preocupada quanto as cachoeiras, mas agora com tudo que vc disse já deu p ter uma boa ideia em quais eu posso ir tranquila! Um beijo!

  4. Mineiros, muito obrigada pelo post!
    Já tinha procurado informações como essas e não tinha encontrado. Estou em São Thomé agora no feriado e ontem e hoje fui para cachoeiras, seguindo orientações de vocês, e encontrei todas, sem erro.
    Parabéns pelo trabalho!

    • Beatriz, que bom ler seu comentário! Ficamos muito felizes em saber que conseguimos ajudar nossos leitores de alguma forma. Continue com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Theme developed by TouchSize - Premium WordPress Themes and Websites

Assine nossa newsletter

Receba um e-mail mensal com a relação dos posts publicados no mês e outras novidades!
Seu Email
Secure and Spam free...
"Customized Theme" by: AZEVEDO.MEDIA