Página inicial / Barcelona / Como é viajar de trem de Barcelona para Paris

Como é viajar de trem de Barcelona para Paris



Quando viajamos de Barcelona para Paris, nosso meio de transporte escolhido foi o trem de alta velocidade. Neste post, vamos falar da nossa experiência, desde a compra das passagens no site da RENFE até o dia da viagem.

Sabia que o Seguro Viagem é altamente recomendável para viajar para a Europa?
Cote aqui e viaje protegido. Use o cupom MINEIROS5 para ter 5% de desconto.

A compra das passagens

Compramos passagem pela internet, no site da Renfe. Na época da compra havia duas viagens diárias entre Barcelona e Paris (e também duas no sentido contrário).

A compra foi bem simples. Embora não tivesse versão em português, havia em espanhol e inglês e o site é bem intuitivo. Porém há algo importante a se dizer: não era possível escolher assentos para este trecho, especificamente. A gente só podia escolher se queria viajar no segundo ou primeiro andar e se tinha preferência por ir naquelas poltronas com mesa (duas poltronas de frente e duas de ré, com mesa entre elas). Se fosse só isso, tudo bem, eu não veria problema. A questão para mim é que metade das poltronas do trem é de ré, e eu não sabia qual tipo de poltrona o sistema havia escolhido para mim. Isso me preocupou bastante, porque eu tenho o péssimo hábito de passar mal quando viajo de costas, até mesmo em metrô e ônibus coletivo.

Entrei em contato com a Renfe por e-mail e pelo chat do Facebook perguntando se sabiam a posição das nossas poltronas e solicitando que trocassem, caso estivesse de ré. Em ambos os canais de atendimento, disseram que eu estava de ré, que não seria mesmo possível mesmo marcar assentos para aquele trecho e que não havia como alterar. Disseram que eu poderia pedir alteração na própria estação, no dia da viagem.

Está gostando do blog? Então, curta nossa página no Facebook!

Como foi a viagem

Chegamos à estação 40 minutos antes da partida e logo procurei um guichê da Renfe. O atendente me disse que não conseguia alterar assentos em viagens internacionais. 🙁 Fomos para a fila do embarque, eu toda chué. Faltando uns 20 minutos para o horário da partida liberaram a fila e tudo foi bem rápido.

Localizamos facilmente nosso vagão e poltronas e, com medo de passar mal, já tomei meu Dramin assim que me acomodei. Quando o trem começou a andar, vimos que nossas poltronas eram de frente, mas achei que haveria alguma manobra. Para minha surpresa isso não ocorreu e viajamos o tempo todo de frente! Ou os atendentes da Renfe se equivocaram, ou houve alguma alteração da composição.

O trem é bem bonitão, dois andares, poltronas confortáveis que reclinam um pouquinho e há muito espaço para as pernas. Também tem luz de leitura, gancho para casaco e mesinha grande, que cabe até um laptop, facilmente. Em cada ponta de cada vagão há um visor que mostra a próxima estação, o horário previsto da chegada ao destino final e a velocidade do trem, que chega a quase 300 km/h. Isso faz com que não seja possível contemplar direito as paisagens, a não ser quando se passa por campos abertos, quando dá para olhar ao longe.

Uma das vistas da viagem de trem entre Barcelona e Paris

Uma coisa que achei bem mixuruca foi o carro-restaurante. São poucas opções de lanches e tudo bem caro. Comprei um sanduíche que parece um misto, só que com queijo gratinado por cima, o  croque-monsieur, e isso me custou oito euros!

Na nossa viagem passaram conferindo os bilhetes duas vezes. Uma, logo que saímos de Barcelona e outra ao passarmos a fronteira com a França. O funcionário até arriscou umas palavras em português quando viu que éramos do Brasil.

Veja aqui como é a viagem de trem entre Barcelona e Paris com o trem de alta velocidade da Renfe.

Pontos positivos

Sobre o que gostei dessa viagem de trem:

  1. É pedido para não conversar ao celular para não incomodar os passageiros. Para isso, há espaço entre os vagões,  com banquinho e tomada.
  2. A mesa de apoio das poltronas é grande e cabe até notebook.
  3. Pontualidade. O trem saiu exatamente no horário previsto e chegamos à estação Gare de Lyon no horário certinho. Lá pegamos o metrô e em apenas 20 minutos chegamos ao nosso hotel – e olha que ainda precisamos fazer baldeação.
  4. O jeito como a poltrona reclina. Não é deitando o encosto, mas sim deslocando o assento para frente e puxando junto o encosto. Assim, não atrapalhamos o passageiro que fica atrás, pois o espaço dele não fica reduzido.

Leia também:

Gostou? Salve no Pinterest e consulte sempre que quiser:

Veja aqui como é a viagem de trem entre Barcelona e Paris com o trem de alta velocidade da Renfe.

Receba as novidades do blog no seu e-mail:  
Programando sua viagem?
Utilize nossos parceiros. Você não paga nada a mais por isso, mas a gente ganha uma pequena comissão. Se o blog te ajudou de alguma forma, é uma maneira de nos ajudar a mantê-lo.

Reserve hotéis no Booking: A maioria das acomodações não pede pré-pagamento e permite cancelamento gratuito.
Alugue um carro na Rentcars: Cote em dezenas de locadoras, parcele em até 12 vezes e pague em reais, mesmo para aluguel no exterior.
Compre Seguro Viagem com a Seguros Promo:  Compare preços e planos em mais de 10 seguradoras. Viaje com assistência médica e odontológica, seguro bagagem e atendimento 24h! Usando o código MINEIROS5 você tem 5% de desconto!
Compre ingressos e passeios com um de nossos parceiros: Tiqets  ou Get Your Guide.   Fuja da fila já chegando com seu ingresso na mão!
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Theme developed by TouchSize - Premium WordPress Themes and Websites

RECEBA AS NOVIDADES NO SEU E-MAIL

Inscreva-se na nossa newsletter! Você receberá um e-mail por mês com a relação dos posts publicados.
Seu Email
Secure and Spam free...
"Customized Theme" by: AZEVEDO.MEDIA