Página inicial / Belo Horizonte / Memorial Minas Gerais Vale, museu bem mineirinho na Praça da Liberdade

Memorial Minas Gerais Vale, museu bem mineirinho na Praça da Liberdade

Memorial Minas Gerais Vale, um dos componentes do Circuito Cultural da Praça da Liberdade, em Belo Horizonte.

O Memorial Minas Gerais Vale funciona no prédio onde era a Secretaria de Estado da Fazenda,  tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Artístico e Cultural (IEPHA). É o meu queridinho do Circuito Cultural Praça da Liberdade. Não tem como um mineiro ir e não se encantar!

São três pavimentos e 31 salas, mas não há uma ordem específica para percorrê-las.

Ao entrar, dirija-se à recepção, no lado direito, para guardar seus pertences. Fotografias são permitidas sem flash. Não é permitido entrar usando salto alto, para não danificar o piso.

tudo-sobre-belo-horizonte

Aproveite o passeio para observar a beleza do interior do prédio.

Interior do Memorial Minas Vale, um dos componentes do Circuito Cultural Praça da Liberdade. É um prédio tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Artístico e Cultural de Minas Gerais.

Interior do Memorial Minas Vale, um dos componentes do Circuito Cultural Praça da Liberdade. É um prédio tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Artístico e Cultural de Minas Gerais.

No primeiro pavimento, há quatro salas dedicadas a artistas mineiros, além do café, onde há exposição de cachaças de Minas, cyber louge, sala de leitura e midiateca.

Exposição de cachaças no Memorial Minas Vale, um dos componentes do Circuito Cultural Praça da Liberdade.

Mapa de Minas Gerais na sala de leitura do Memorial Minas Gerais Vale.

Mapa de Minas Gerais na sala de leitura

A midiateca é bem interessante. São vários espaços dentro da sala, com poltronas confortáveis e diversos telões. Você se senta, coloca os fones de ouvido e escolhe o que quer ver, entre documentários, musicais e curtas.

Midiateca do Memorial Minas Gerais Vale, na Praça da Liberdade.

Os artistas mineiros representados nesse andar são Carlos Drummond de Andrade, Guimarães Rosa, Lygia Clark e Sebastião Salgado, com uma tocante exposição de fotografia. Na sala Guimarães rosa, um ipê florido representa os seus sertões e podemos trazer uma flor de papel com trechos de sua obra.

Exposição Carlos Drummond de Andrade, no Memorial Minas Gerais Vale, em Belo Horizonte.

Carlos Drummond de Andrade

No segundo pavimento, há dez salas.

Na sala Histórias de Belo Horizonte, se aprende sobre a história da capital mineira, desde os tempos do Curral Del Rey, mas com foco nas lendas urbanas, como a de Maria Papuda.

Na sala Minas Rupestre, há reproduções de pinturas rupestres encontradas em sítios arqueológicos mineiros, com direito à réplica do esqueleto de Luzia, o mais antigo das Américas.

A sala Vilas Mineiras reproduz uma vila do século XVII, com suas igrejas, praças, casinhas. É lindo!

Sala Vila Mineiras, no Memorial Minas Gerais Vale, em Belo Horizonte.

E, por falar em igreja, na sala Barroco Sagrado e Profano vemos a influência do Barroco na arquitetura e na arte mineiras, inclusive no que diz respeito à fé católica.

Na sala Famílias Mineiras, algumas famílias contam suas histórias e falam sobre sua relação com Minas. O legal é que quem quiser, pode gravar a sua também, bastando entrar em contato com o museu.

Vemos também sobre imigração em Minas Gerais na sala O Povo Mineiro, que mostra a influência de diversos povos, como indígenas, africanos e portugueses na formação da identidade e cultura mineiras.

Sala O Povo Mineiro, no Memorial Minas Gerais Vale, em Belo Horizonte.

Na sala Caminhos e Descaminhos, mapas novos e antigos decoram as paredes, mostrando caminhos por entre montanhas e sertões, apresentando ao visitante a bela natureza mineira, num convite ao turismo ecológico.

Sala Caminhos e Descaminhos, no Memorial Minas Gerais Vale, em Belo Horizonte. Sala Caminhos e Descaminhos, no Memorial Minas Gerais Vale, em Belo Horizonte.

A sala Casa da Ópera é uma réplica de um lindo teatro da Vila Rica do século XVIII.

Um dos espaços que mais gostei foi “A Fazenda Mineira“. Objetos antigos e nem tão antigos assim são colocados nas paredes e no teto. Acho que quase todo mineiro tem uma lembrança de roça, ou, pelo menos, um avô que ainda guarda algum objeto (o meu tem ferro de brasa, mala antiga, moedor de café) ou que tem histórias da roça para contar.

Sala Fazenda Mineira, no Memorial Minas Gerais Vale, em Belo Horizonte. Sala Fazenda Mineira, no Memorial Minas Gerais Vale, em Belo Horizonte.

Mas a sala mais legal é a Panteão da Política Mineira. Nela, os visitantes se sentam em cadeiras giratórias. Nas quatro paredes, há telas, cada uma com um personagem da Inconfidência Mineira, que vão conversando entre si. O filme dura meia hora.

No terceiro pavimento, são quatro salas de exposições permanentes, além de espaços para exposições temporárias de artistas mineiros.

Em Celebrações, são apresentadas festas e manifestações culturais de Minas.

Sala Celebrações, no Memorial Minas Gerais Vale, em Belo Horizonte.

Já na sala Vale do Jequitinhonha, são mostrados artesanatos produzidos na região, que é uma das mais carentes do Estado, mas cuja produção artesanal é riquíssima e bela.

Sala Vale do Jequitinhonha, no Memorial Minas Gerais Vale, em Belo Horizonte.

Outra sala homenageia o Modernismo Mineiro, inspirada nas curvas de Oscar Niemeyer.

Por fim, a sala Vale é uma sala interativa, que traz tecnologia e modernidade. Aqui, os visitantes podem passar a fazer parte do acervo do Memorial, tirando uma foto na cabine.

Como falei, meu espaço favorito! Vale muito a pena dedicar umas duas horinhas para conhecer.


Leia também:

Praça da Liberdade e seu Circuito Cultural: cultura e entretenimento grátis em Belo Horizonte

Visita ao Palácio da Liberdade – antiga sede do governo mineiro

Belo Horizonte: O Museu das Minas e do Metal

Conheça o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) em Belo Horizonte

Como é o Espaço do Conhecimento UFMG, na Praça da Liberdade

Conheça a Casa Fiat de Cultura, na Praça da Liberdade

Museu Mineiro: pinacoteca, arte sacra e muito mais (e de graça)

A cultura mineira no Centro de Arte Popular – Cemig


Memorial Minas Gerais Vale

Endereço: Praça da Liberdade, s/nº, esquina com Rua Gonçalves Dias. Belo Horizonte
Tel.: (31) 3343-7317
Horário de funcionamento:
Terças, quartas, sextas e sábados: das 10h às 17h30, com permanência até 18h.
Quintas: das 10h às 21h30, com permanência até 22h.
Domingos: das 10h às 15h30, com permanência até 16h.
Site oficial: www.memorialvale.com.br

Gostou? Salve no Pinterest e consulte sempre que quiser:

Memorial Minas Gerais Vale, um dos componentes do Circuito Cultural da Praça da Liberdade, em Belo Horizonte.

Compartilhe com seus amigos
Receba as novidades do blog no seu e-mail:  
Programando sua viagem?
Utilize nossos parceiros. Você não paga nada a mais por isso, mas a gente ganha uma pequena comissão. Se o blog te ajudou de alguma forma, é uma maneira de nos ajudar a mantê-lo.

Reserve hotéis no Booking: A maioria das acomodações não pede pré-pagamento e permite cancelamento gratuito.
Alugue um carro na Rentcars: Cote em dezenas de locadoras, parcele em até 12 vezes e pague em reais, mesmo para aluguel no exterior.
Compre Seguro Viagem com a Seguros Promo:  Compare preços e planos em mais de 10 seguradoras. Viaje com assistência médica e odontológica, seguro bagagem e atendimento 24h! Usando o código MINEIROS5 você tem 5% de desconto!
Compre ingressos e passeios com um de nossos parceiros: Tiqets  ou Get Your Guide.   Fuja da fila já chegando com seu ingresso na mão!
 

11 comentários em “Memorial Minas Gerais Vale, museu bem mineirinho na Praça da Liberdade

  1. Pingback: 9 museus gratuitos em Belo Horizonte

  2. Pingback: A cultura mineira no Centro de Arte Popular – Cemig

  3. Pingback: Museu Mineiro: pinacoteca, arte sacra e muito mais (e de graça)

  4. Pingback: Últimos dias para visitar a exposição ComCiência, no CCBB de BH

  5. Pingback: Belo Horizonte: O Museu das Minas e do Metal

  6. Pingback: Conheça o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) em Belo Horizonte

  7. Pingback: Projeto Lua Cheia no Museu: visitando o Museu de História Natural e Jardim Botânico da UFMG à noite

  8. Pingback: Conheça a Casa Fiat de Cultura, na Praça da Liberdade

  9. Pingback: Praça da Liberdade e seu Circuito Cultural: cultura e entretenimento grátis em Belo Horizonte » Mineiros na Estrada

  10. Pingback: Visita ao Palácio da Liberdade – antiga sede do governo mineiro » Mineiros na estrada

  11. Pingback: Como é o Espaço do Conhecimento da UFMG, na Praça da Liberdade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Theme developed by TouchSize - Premium WordPress Themes and Websites

Assine nossa newsletter

Receba um e-mail mensal com a relação dos posts publicados no mês e outras novidades!
Seu Email
Secure and Spam free...
"Customized Theme" by: AZEVEDO.MEDIA